Iluminar os dias, continuando a sonhar que é possível viver...

Minha foto
Setubal, Portugal
Um abraço, uma palavra, um sorriso... um caminho que poderá ser muito longo. Afinal é possível.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Mãe...que saudades...


Há 11 anos atrás... a Dona Adélia, senhora minha mãe, desencantada com a vida, entristeceu e partiu.

Com 62 anos, já mantinha sofrimento crescente, de há uns anos a essa parte. Entrou para o hospital de Setubal no dia 7 de Dezembro para levar insulina e não voltou para casa. No dia 20 falecia pelas 17h. Cheguei pelas 18 h...e ja nao estava no quarto... ja nao estava no meio de nós.

Não quero escrever as cores pálidas que os meus dias tiveram a partir dai até hoje. Porque muitas coisas boas foram acontecendo e foram colorindo o que parecia não voltar a ter luz. Foi uma grande perda, para os filhos, para os netos, para as pessoas que a conheciam e a sabiam com um coração humilde e bondoso, tamanho do mundo.

Sei que me amas como no dia em que nasci dentro de ti,
Sei que onde estás me proteges e me mimas
Sei que não haverá ninguem que me ame mais que tu
Não te soube retribuir, quando tu existias na nossa casa
Não me sei perdoar... sei que me perdoaste.

Saudades, mãe querida...

6 comentários:

Nela disse...

Beijinhos querida.

marilu disse...

Recebe um abraço muito caloroso desta mãe, que tem a idade que tinha a tua...beijinhos

Loulou disse...

beijinhos

cristina j, disse...

Bjinhos amiga

Alda disse...

Beijinho amiga

Querubim disse...

Olá....
Venho timidamente dar-te um jinho andei um pouco mais para trás no teu blog e sei o que sentes, acredita!
Beijinhos