Iluminar os dias, continuando a sonhar que é possível viver...

Minha foto
Setubal, Portugal
Um abraço, uma palavra, um sorriso... um caminho que poderá ser muito longo. Afinal é possível.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Revisão trimestral.


Dia 15 deste mês - analises, dia 16 - consulta com o Dr Frederico Sanches.


Desta vez, sozinha e sem a mão da minha amiga Mena. Ela tambem tem os seus afazeres e eu tenho que ser fortinha.E, não esperei muito para ser atendida, durante a espera, inventei uma ida a casa de banho e outra ao bar para beber um café e pouco depois lá estava eu.E sai de lá, feliz e contente.É um contentamento que não sei explicar, como se alguem piedoso e altruista me doasse uma dose de vida a troco de nada.Esse alguem pode ser Deus. Não questiono a sua existência como fiz toda a vida, enquanto me achava detentora de saude. Hoje, acredito que Existe e que me carregou ao colo quando precisei.E me segreda ao ouvido, quando as duvidas tomam conta de mim e me assustam :" estou aqui, mas de passagem, agora, alguém precisa mais de mim do que tu."E nesse propositado pensamento, nem quero saber do figado gordo, nem das outras partes do corpo, gordas. Com saude, isto um dia vai ao lugar, e fico uma top model. Até lá, quero la saber da gordura. Sei que não é formesura. Sei que o tamoxifene é o culpado numero um, o hipotiroidismo o culpado numero dois, a falta de exercicio fisico o numero tres e finalmente e por ultimo a boca, e a minha vontade de traçar sempre qualquer coisita pela noite fora, enquanto faço as lides domésticas e dou apoio ao meu filho ou faço alguns trabalhos no computador.



Durante, esta consulta, o médico confirmou o facto da minha mama direita, a sofredora, estar um pouco dorida por causa da radioterapia. Mas como sempre, falamos dos meus sintomas e de varias outras coisas, rimos, e acabou por me perguntar, quando é que eu resolvia escrever um livro. E ainda me disse: "não tens tempo?, em vez de veres telenovelas, escreve."- Não são as telenovelas Doutor, apesar de dar um olhito uma vez ou outra, é o crash financeiro que ai anda sem que ninguem tenha mão nisto.É o quotidiano que criamos e se torna dificil alterar, ainda que seja por causas maiores.

Este meu médico é um homem de causas tambem, de lutas, eu já percebi. E a nossa causa, é a causa dele. Fazer passar a palavra a mais pessoas, passar a mensagem de que a prevenção é o mais importante para a cura atempada e consequente protocolo. E no passar a palavra, muitas emoções são passadas para quem nos lê, e muitos sentimentos descritos são um misto de esperança e medo. E isso é comum em todos nós com este problema de saude.

Mas depois aparecem alguns livros, que são uma revelação de sucesso, como é um que ando a ler, com o nome "Anti cancro", que é muito bom e merece ser lido com alguma atenção. E sinto-me tão piquena para dizer o quer que seja comparado com este senhor David Servan Shreiber que passou um verdadeiro drama e venceu.E escreve como as nossas defesas naturais podem fazer toda a diferença.

Obrigada a todos, que aqui me visitam. E um beijo tamanho da vida.

3 comentários:

Nela disse...

A I N D A B E M ! ! !
Que boas notícias! Muitos beijinhos e tchim tchim!

Cristina J. disse...

Boas noticias... assim sim!

Então e compritas e fórum almada, nada?!

Jokos

Lia disse...

Boa amiga!!!
Queremos sempre estas notícias!;0)
Beijo e um raio de Sol.
Ps-podias ter dito...eu tinha ido contigo,com muito gosto fazia-te companhia;0))))Gosto de Dr Frederico(muito querido);0)